Carregando...

Notícias

Educação política 21/02/2022

Lidera+: desafios para as eleições 2022

Lidera+: desafios para as eleições 2022
Foto: Loreny Caetano, secretária nacional da Mulher

No Brasil, embora o público feminino represente mais de 52% do eleitorado, há uma grande diferença entre homens e mulheres nos espaços de decisões. As mulheres tiveram o direito ao voto no país apenas em 1934, mas a sua inserção tem sido lenta. Para se ter uma ideia, a primeira presidenta foi eleita em 2011 e um banheiro feminino no Senado Federal só foi inaugurado em 2016. Pensando nisso, o Lidera+ vem com o objetivo de preparar ainda mais mulheres para as eleições deste ano.

O curso teve sua abertura na sexta-feira (18) e, no segundo dia do evento, sábado (19), a primeira aula foi com o advogado Cristiano Vilela sobre a nova legislação eleitoral.

Irina Bullara, diretora executiva do RenovaBR, deu sequência as palestras ao abordar sobre o sistema eleitoral e seu impacto nas candidaturas femininas.

“Não basta só participarmos do RenovaBR ou do Lidera+. Temos que querer mais do que isso, porque os cursos isoladamente não farão a diferença em nossas vidas se não houver engajamento, perseverança e ação”, salientou a diretora do RenovaBR.

O dia seguiu com o tema questões legais na pré-campanha com Juliane Nakamura, coordenadora do Programa de Análise de Contas e Campanhas Eleitorais do Centro de estudos de Direito Público. Para ela doações são muito bem-vindas para todo e qualquer candidato, inclusive no período pré-campanha: “Não deixem de fazer pré-campanha, se divulguem, o eleitorado precisa conhece-las antes do período eleitoral, assim vocês terão um período maior para arrecadar fundos e o voto poderá ter mais chance de se concretizar”, reforçou.

Darlan Campos, consultor em Marketing Político fechou a manhã de sábado comentando sobre planejamento estratégico da campanha. “O ponto central de qualquer planejamento é ter um ponto focal, saber onde se quer chegar, afinal, para quem não sabe para onde quer ir, qualquer lugar serve”, reiterou.

Comunicação assertiva

Já no período da tarde, Allan Bueno, especialista em Marketing, falou sobre presença digital e estratégias de comunicação. “O trabalho político tem um impacto tão considerável quanto as mídias sociais, no entanto, durante a campanha eleitoral, não necessariamente o digital consegue converter o voto”, afirmou.

Para falar ainda sobre comunicação digital, estiveram presentes no evento a 2HC, agência de marketing especialista em marketing político.

“O desafio nos move. Estamos em São Paulo compartilhando conhecimento para diversas mulheres de todo o país. Cada uma dessas mulheres tem uma história, um legado e queremos empoderá-las ainda mais”, enfatizou Hélito Honorato, fundador da 2HC.

Com a temática voltada a redes sociais durante a campanha política, Sérgio Lima, gerente de contas da 2HC ressaltou: “O sucesso de muitas dessas mulheres está na palma de sua mão. Por isso, compartilhamos dicas sobre o uso estratégico do WhatsApp, assim vocês poderão ir além”.

Denyerp Rammon, especialista em Gestão de Tráfego e Larissa Gabrielle, especialista em Marketing e Gestão de Mídias Sociais, respectivamente co-fundador e gerente de contas da 2HC) encerraram o ciclo de palestras apresentando soluções práticas para que as mulheres tenham destaque durante as eleições. “Nossa missão é ajudá-las a desenvolver aquilo que vocês têm de melhor. É preciso ter foco, fazer mais do que o esperado, furar as bolhas”, reforça Rammon.

“Atualmente, redes sociais são um caminho de comunicação muito importante e que devem ser encarados como possibilidade de voto”, finalizou Larissa ao ensinar sobre a importância das redes sociais durante as campanhas políticas.

Eloquência verbal e mídias sociais

O domingo (20), último dia do módulo presencial de abertura do Lidera+, foi dedicado a técnicas de oratória e treinamentos de mídias sociais. Thaís Alves, mentora de comunicação e life coaching, discursou sobre as mais diversas técnicas de oratória, presença pessoal, comportamento e etiqueta. “Toda fala tem que levar esperança, solução e caminho, essa é sua fala, a essência da sua fala. Mulheres, encantem, conquistem, sejam eleitas”, enfatizou.

Como exercício de casa, Thaís pediu para que as participantes fizessem gravações sobre suas narrativas, utilizando os conhecimentos adquiridos em aula. Os vídeos deverão ter até um minuto, serem incluídos na plataforma EaD e posteriormente, avaliados pelos monitores.

Respeite sua essência”, disse a social media trainer Nara Nasser, que abordou sobre treinamentos de mídias sociais e como estruturar uma boa narrativa. “A narrativa nada mais é do que uma história bem contada que consegue cativar o público do início ao fim, hoje em dia usamos as redes sociais para contar trechos dessas histórias, por isso, é importante que vocês conheçam a si mesmas, narrem as lutas e vitórias vividas, mas antes de tudo, respeitem a sua essência, pois cada uma de nós tem uma história diferente para contar”, finalizou.

Agradecimentos e considerações finais

O encerramento do primeiro módulo do evento ficou por conta do secretário-geral nacional do partido, Luiz Adriano da Silva, que falou da importância da realização de um curso como o Lidera+, que forma mulheres para exercerem com louvor seus mandatos políticos.

Elas têm a força”, foi assim que Paulinho, deputado federal e presidente nacional do Solidariedade iniciou seu discurso. Ele agradeceu a participação e garra de todas as mulheres e enalteceu da presidente da Fundação 1º de Maio, Samanta Costa.

“As mulheres são o pilar para que os homens consigam subir e conquistar ainda mais espaços, seja na vida pública, privada ou social. Se hoje o Solidariedade existe, é por conta da Samanta, que não mediu esforços e foi muito detalhista para que conseguíssemos aprovação no TSE. Obrigada, Samanta e obrigada a todas as mulheres que somam forças conosco, tenho certeza que vocês sairão daqui preparadas para as eleições e também para a vida”, completou o deputado federal (SP) e presidente nacional do Solidariedade.

Loreny Caetano, secretária nacional da Mulher agradeceu ao Solidariedade pelos dias de troca e aprendizado proporcionados pelo Lidera+.

Janailza Taveira, prefeita de São Félix do Araguaia (MT), também participou do encerramento do primeiro módulo e pôde em seu discurso representar a voz de todas as mulheres que ali estavam.

“Nós somos as únicas responsáveis por nossas conquistas ou fracassos. Não permitam que ninguém dite onde vocês podem ou não chegar, acreditem em vocês e sigam adiante. Todas nós temos o poder em nossas mãos, e para conquistarmos algo, basta a gente querer. Vamos adiante e sucesso para todas nós”, finalizou.

Lugar de mulher é onde ela quiser

Ao longo deste primeiro módulo, as alunas do Lidera+ aprenderam muito sobre política, campanha eleitoral, legislação e comunicação política e ainda puderam se conscientizar de que lugar de mulher, é onde ela quiser, inclusive em cargos eletivos.

Temas ministrados no primeiro módulo

História, organização, ideologia e programa do Solidariedade;

O papel da Fundação 1º de Maio;

Secretaria Nacional da Mulher e Propostas programáticas para mulheres;

Partidos Políticos no Brasil: Genealogia, desenvolvimento e importância ao longo da História;

Mulheres nos partidos políticos: importância do papel dessas mulheres diante dos cargos eletivos;

Trajetória de um projeto político;

Mobilização;

Palestra Motivacional;

Sistemas eleitorais;

O impacto dos sistemas eleitorais nas candidaturas femininas: as cotas, divisão do fundo eleitoral, quociente eleitoral;

Questões legais na pré-campanha;

Planejamento de campanha;

Conceitos e técnicas de gestão;

Estruturando sua narrativa;

Oratória/ Técnicas de discurso;

Planejamento digital: tráfego e métricas;

Comunicação e marketing político;

Redes sociais na prática: do like ao voto.

O primeiro módulo da 2ª edição do Lidera+ contou com a participação de 95 mulheres de todo o Brasil e abordou os principais desafios e metas para as eleições de 2022. O segundo e terceiro módulos do curso acontecerão de modo on-line.

Se você ainda não é filiado ao Solidariedade, filie-se! Se já é filiado atualize seu cadastro em nosso site, assim você também poderá participar dos cursos de qualificação disponíveis em nossa plataforma EaD. Vem com a gente!

Sobre o Lidera+ 

O Solidariedade investe na formação política das mulheres por meio do Lidera+. O programa é promovido pela Secretaria Nacional da Mulher do Solidariedade, em parceria com a Fundação 1º de Maio.

O objetivo tem sido capacitar mulheres que desejam atuar na política, desempenhando papel estratégico na sociedade, além da possibilidade de disputarem cargos eletivos, nesta segunda edição, muitas alunas do Lidera+ concorrerão ao pleito de 2022.

Confira as fotos do evento clicando neste link: https://www.fundacao1demaio.org.br/evento/lidera-modulo-i-sp/