Carregando...

Notícias

  • Inicio
  • Noticias
  • Brasil
  • Com quase 80% de adesão, Brasil inicia a vacinação infantil contra a Covid-19
Brasil 21/01/2022

Com quase 80% de adesão, Brasil inicia a vacinação infantil contra a Covid-19

Com quase 80% de adesão, Brasil inicia a vacinação infantil contra a Covid-19
Imagem de Jovem se vacinando contra a Covid-19.

Mesmo com discursos negacionistas e relutância do governo federal, estados e municípios iniciam a imunização de crianças e adolescentes, com idade entre 5 e 11 anos.

A vacinação de crianças e adolescentes ganhou visibilidade após criticas do presidente Jair Bolsonaro (PL) à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que autorizou a utilização do imunizante pediátrico da Pfizer.

Segundo dados da Seade (Fundação Estadual de Análise de Dados), mesmo com as tentativas do Ministério da Saúde de barrar a utilização do imunizante pediátrico, a população demonstrou alto índice de aprovação, desejando que a vacina fosse aplicada.

Segundo a fundação, em média 80% da população apoia a vacinação das crianças na faixa etárias dos 5 aos 11 anos, já que esse grupo tem sido alvo das variantes da Covid-19, que tem causado aumento no número de infecções, hospitalizações e óbitos no grupo, o que tem gerado preocupação nos pais sobre a imunização dos pequenos, que desde o início da pandemia, foram tratados como grupo com menor probabilidade de casos críticos.

A adesão à vacina é algo comemorado pela prefeita do Solidariedade no município de Lagarto (SE), Hilda Ribeiro. “A alta adesão é algo que me traz alívio, já que demonstra que as pessoas estão cada vez mais empenhadas a cuidar dos seus e a finalizar essa crise sanitária que assolou todo o país”, diz.

Vale lembrar que a Covid-19 se está entre as maiores causas de morte de crianças, ficando atrás somente dos acidentes de trânsito. O Ministério da Saúde prevê mais de 20 milhões de crianças imunizadas nessa faixa etária.

Para Hilda, a vacinação de crianças “é cuidar do futuro do país e priorizar a saúde daqueles que dependem de nós. Ver as nossas UBSs cheias de crianças para tomar a sua 1ª dose de esperança nos faz ver a vitória e caminhar para o final da pandemia. Estou muito feliz por poder trabalhar e acompanhar isso de perto”.

Outros países como Estados Unidos e Inglaterra já iniciaram as vacinados em crianças. No Brasil, segundo levantamento da Vital Strategies, organização mundial de saúde pública, cerca de 800 pessoas foram a óbito nessa faixa etária.

“Após a chegada de doses da vacina pediátrica, firmamos ainda mais o compromisso com a vida e ao respeito à ciência. Nos preparamos pra essa tão importante etapa da campanha de vacinação contra a Covid-19. Enquanto ao Plano, nós estamos seguindo a Nota Técnica do Ministério da Saúde e já elaboramos o calendário e as estratégias de imunização dos pequenos” informa a prefeita de Lagarto, que reforçou que a cidade já está vacinando as crianças com comorbidade e com deficiência.

A imunização de jovens e crianças é de extrema importância, mesmo com o baixo índice de mortandade, mas para a pandemia, a vacinação pode impedir a ocorrência de novas variantes, impedindo a continuidade das contaminações e mortes em outros grupos.